Conheça as ruínas da antiga cidade de Éfeso
Éfeso, na Turquia

, ac_row]

Você gosta de conhecer cidades antigas principalmente para imaginar como era viver ali no passado e procurando sentir a atmosfera do local, então você vai ter uma experiência surpreendente ao chegar a Éfeso (atual Efes), na Turquia. Mas reserve pelo menos um dia inteiro para essa visita, pois a cidade antiga tem muitas ruínas interessantes.

Fundada por volta do ano 1.000 a.C., Éfeso está localizada na costa do Mar Egeu, a cerca e 80 km de Izmir (antiga Esmirna). Foi a quarta maior cidade do mundo greco-romano e uma das mais ricas e importantes da época, principalmente por ter se tornado um dos principais locais do início do Cristianismo.

Éfeso é a primeira das sete igrejas da Ásia Menor a receber as cartas do apóstolo João com mensagens reveladas por Jesus e que constam do livro bíblico do Apocalipse. Há muito o que se ver nesse que é um dos maiores e bem-conservados sítios arqueológicos da Turquia e que atrai milhões de visitantes de todas as partes do mundo. Por sua grandiosidade, Éfeso está incluída na lista de Patrimônio Histórico e Mundial da Humanidade.

 

Cristianismo no local e a Casa de Maria

Éfeso, na Turquia
Casa de Maria, em Éfeso – Selçuk

Saiba que a igreja cristã de Éfeso foi fundada pelo apóstolo Paulo que, junto com São João evangelista, ensinaram sobre Jesus naquela região. Foi o apóstolo João quem cuidou da Virgem Maria após a morte de Jesus.

Próximo a Éfeso, no distrito de Selçuk, estão as ruínas da Basílica de São João onde se encontra a tumba do apóstolo e também a colina onde está a Casa de Maria, uma pequena capela erguida numa gruta onde Maria, mãe de Jesus, teria vivido até o fim de sua vida. Com um pouco de sorte é possível assistir uma missa no local.

Ali estão as inúmeras ruínas dessa antiga cidade, entre elas destacam-se:

 

Biblioteca de Celso

Fachada da Biblioteca de Celsus, em Éfeso.

A Biblioteca de Celso foi construída por volta de 110 d.C. por Triodos Júlio Áquila para seu pai Tiberius Polemaneus, então cônsul da Ásia. Consta que o acervo dessa biblioteca continha cerca de 12 mil rolos de pergaminhos. A fachada do prédio era composta por quatro estátuas de mulheres que simbolizavam os atributos de Celso: Sabedoria, Excelência, Discernimento e Entendimento. O acesso à biblioteca é feito por uma rua pavimentada com pedras de mármore muito bem-conservadas, chamada de Rua dos Curetes, de onde se tem uma visão de sua imponência.

 

Rua dos Curetes e Casas do Terraço

Interior de uma das Casas em Terraço, em Éfeso.

A Rua dos Curetes é a principal via da antiga cidade de Éfeso e concentrava muitos prédios imponentes, como o Templo de Adriano (129 a.D.), as luxuosas Casas do Terraço que faziam parte de uma vila residencial e os pavimentos com belíssimos mosaicos. Essas casas estão dentro do complexo turístico de Éfeso, mas para visitá-las é preciso adquirir outro bilhete.

 

Ruínas do Teatro

Ruínas do Teatro de Éfeso.

Tudo ali chama a atenção e reflete o glamour de Éfeso. O Grande Teatro ao ar livre localiza-se em frente à rua que levava ao antigo porto da cidade, tem com capacidade para 22 mil espectadores e uma acústica perfeita. De frente ao teatro está a Via do Porto, uma rua cheia de colunas jônicas e coríntias que levava até o porto marítimo local, de onde os primeiros apóstolos de Jesus chegavam e saíam da cidade.

 

Templo de Ártemis

Estátua da Deusa Artemis – Museu de Éfeso.

O imponente Templo de Ártemis (deusa da caça), foi erguido no ano de 550 a.C. e é considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, com 130 metros de comprimento e 18 metros de largura. Também conhecida pelos romanos como Diana, atraía peregrinos de toda a região.

Selçuk

Próximo a Éfeso, está a cidade de Selçuk onde se encontram as ruínas da Basílica de São João, um dos principais lugares de fé e peregrinação da Turquia.

Onde se hospedar

Nesse roteiro, a sugestão é que o turista se hospede em Selçuk ou Kusadasi, cidades com bons hotéis e restaurantes e que ficam bem próximas às ruínas de Éfeso. Em Kusadasi há também um porto marítimo importante onde atracam diversos navios de cruzeiro.

Pamukkale

Piscinas de Travertinos, em Pamukkale.

Uma opção de passeio imperdível é Pamukkale (Castelo de Algodão), localizada na região de Hierápolis, a cerca de três horas e meia de Éfeso. Ali estão os impressionantes terraços de calcário que formam piscinas de águas termais, de onde se tem uma visão de toda a cidade, a qual também é lembrada no livro bíblico do Apocalipse, em que Jesus compara a fé morna do povo de Laodiceia com as águas termais da região.

Há ainda o Banho de Cleópatra, com piscinas naturais de água quente e muitos fragmentos de colunas antigas no fundo. Próximo ao Banho de Cleópatra está o local onde teria sido o martírio de São Felipe, um dos seguidores de Jesus.

Onde se hospedar em Pamukkale

Próximo às piscinas naturais de Pamukkale também há grande oferta de hotéis, facilitando a vida do turista que quer visitar a região.

Dica

Para visitar Pamukkale e Banho de Cleópatra, não esqueça de levar maiô, calção, toalha e chinelos, assim você poderá aproveitar ainda mais o passeio pelas piscinas termais.

[/vc_row]

Sobre o autor

Silvana Coelho
*Jornalista e autora do livro Turquia – Caminhos Cristãos e as Sete Igrejas da Ásia Menor

Comentários

Deixe uma resposta

doze + dois =