Jorge da Capadócia

Jorge é de Capadócia!

Segundo a lenda, Jorge nasceu na Capadócia e ainda menino mudou-se com sua mãe para a Palestina. Sua índole combativa o levou cedo para a carreira das armas onde rapidamente se destacou. O jovem e valente soldado caiu nas graças do imperador Diocleciano que o promoveu à capitão do exército romano, encarregado de sua guarda pessoal. Aos 23 anos Jorge era Tribuno Militar em Nicomédia e conde da província da Capadócia.

Com a morte de sua mãe, Jorge herdou muitos bens e abriu mão de todos eles em favor dos pobres. O gesto de desapego chamou a atenção da corte e levantou suspeitas acerca de sua motivação. De fato, o jovem militar era adepto das novas ideias propagadas pelo recente cristianismo.

No ano de 302 o imperador Diocleciano ordenou que fossem presos todos os soldados romanos praticantes do cristianismo. Jorge se recusou a cumprir a ordem e assumiu publicamente sua fé.  O imperador tentou convencê-lo a mudar de ideia lhe oferecendo bens e vantagens, mas diante da recusa passou a torturá-lo impiedosamente.

Após cada sessão de tortura, Jorge era levado à presença do imperador  na intenção de que se arrependesse e mudasse de ideia quanto as suas crenças. Embora ferido, contrariava as expectativas reafirmando com coragem a sua fé.

O sofrimento do jovem militar se tornou conhecido entre os romanos e muitos tomaram as suas dores. Até mesmo Alexandra de Roma, esposa do imperador Diocleciano acabou por converter-se ao cristianismo, comovida pela resistência do jovem soldado.

Fracassado em seu propósito o imperador sentenciou Jorge a pena de morte.

SALVE JORGE DA CAPADÓCIA!

Segundo a lenda, Jorge morreu degolado em 23 de Abril de 303 d.C..
Seus restos mortais foram sepultados em Lida, terra palestina onde cresceu ao lado de sua mãe.
A história do martírio de Jorge se espalhou rapidamente e muitas histórias foram incorporadas à sua vida, como a batalha contra o dragão ou serpente.
Algumas igrejas em cavernas da Capadócia possuem afrescos do mártir com vestes militares, montado em seu cavalo branco.

About Author

KLEOS